“às vezes olho para a sala, que sem você parece tão vazia…
tudo é cinza e estranho, como se tivesse a presença de uma ausência pairando no lugar;

nessas horas penso que a sala é grande e que cabe seu espectro aqui pra sempre. o mesmo não posso dizer de você em mim.”

— anônimo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s