A coisa mais importante que você aprenderá

em

A verdade é que, tirando os dois últimos meses, 2011 foi um ano muito bom. Foi possível concluir vários projetos que vinham sendo desenvolvidos há tempos, desfrutamos de algum sucesso muito bem vindo e, pela primeira vez em muitos anos, me vi gostando de outra pessoa. Gostando com aquela ingenuidade típica de quem escreve as músicas do medley do elefante de Moulin Rouge.

O que, é claro, faz pensar na abertura de Alta Fidelidade, e nos Beatles, deixando óbvio que boa parte da minha personalidade pode ser mapeada via cultura pop. O que é muito triste.

Mas 2011 não foi um ano triste. Muito pelo contrário. Não sei quanto tempo se passou desde a última vez em que pude olhar para um ano que estava acabando e dizer que aquele foi um ano bom. Mas veja, já disse isso duas vezes neste pequeno texto.

Descobri que estava apaixonado pela pessoa errada já no final do ano, mas e daí? Valente para sempre existe para nos lembrar que isso acontece o tempo inteiro, como também para lembrar que é preciso se levantar e continuar na luta. Algo que os filmes do Rocky me ensinaram também, mas que esqueci por algum motivo ao longo dos anos.

Então que 2012 seja um ano sem covardias, que estejamos todos dispostos a receber e assimiliar os golpes, como o Rocky nos diz. E que consigamos seguir em frente rumo ao caminho que nos levará à vitória. O significado para a sua “vitória”, no entanto, é você quem tem que definir.

Então vença, ok? Vença e seja feliz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s